Entre em contato conosco através do WhatsApp

Nasa Business Style - Avenida 136, número 761, Sala B45, 4 andar / Setor Sul / Goiânia - GO / CEP: 74093-250

Entre em contato (62) 3998 1100
SAIBA MAIS !

Recebe Informações Exclusivas

Informe seus Dados para esclaremos todas as suas dúvidas!

Como tratavam as varizes antigamente?

Data: 1 de dezembro de 2018 | Autor: Dr Charles Esteves

A única opção para os tratamentos de antigamente contra as varizes eram com cirurgias. As cirurgias de varizes, eram classificadas em dois grupos: Microvarizes ou Cirurgia de Varizes. Elas incluíam a retirada de poucas veias ou safenas, eram realizadas em consultórios ou centros cirúrgicos sob anestesia, (local, geral, peridural ou raquianestesia).

Procedimentos dos tratamentos de antigamente

Nas cirurgias de Microvarizes, eram realizadas retiradas de poucas veias, assim os procedimentos eram realizados em consultório sob anestesia local.

Nas Cirurgias de Varizes, eram as retiradas de safenas, realizadas em centro cirúrgico sob anestesia (geral, peridural ou raquianestesia).

Durante essas cirurgias, geralmente era realizado um corte na virilha, no membro onde seria a retirada da safena ou ao longo da perna, onde os cortes eram muito mais reduzidos.

Em alguns casos, não era necessário ter esses cortes, apenas uma pequena incisão, com menos de 1 a 3 mm de comprimento, por onde passa um instrumento semelhante a uma agulha de crochet.

No caso das Microvarizes, especificamente, eram necessárias várias incisões para retirar as veias, na dependência da extensão das varizes. Com bisturis de lâminas muito finas, ou mesmo agulhas de injeção para incisar a pele e uma agulha assemelhada à de crochê para puxar as varizes e tracioná-las com pinças.

As varizes retiradas nessas cirurgias não provocavam danos à circulação. As outras veias normais e o sistema venoso profundo normal se encarregavam de garantir o fluxo de retorno.

Pós – Cirúrgico

As recomendações sobre o repouso variavam de paciente para paciente. Mas normalmente eram:

Microvarizes: Recomendava-se repouso com pernas elevadas em torno de 6 a 8 horas. Podia retornar a atividades normais com uso de meia elástica após o termino do período. Alguns dias após o procedimento surgiam poucos hematomas no trajeto da retirada das varizes que desapareciam em poucas semanas.

Cirurgia de Varizes: Repouso absoluto no leito nas primeiras 8 a 12 horas, de preferência com as pernas elevadas. Dependendo da quantidade de varizes que foram retiradas o repouso podia prolongar por 24 horas.

Após a alta, os primeiros 3 dias eram com as pernas elevadas, porém levantando-se por 15 a 20 minutos a cada 2 horas.

Depois do terceiro dia, devia andar pela casa e repousar com as pernas elevadas 20 minutos a cada 2 horas. Caso não ocorra dor ou desconforto nas pernas, se houvesse dores, devia manter o repouso mais intenso.

Por fim, após a primeira semana o recomendado era andar normalmente. Com uso de meias elásticas conforme a orientação do cirurgião vascular. Em caso de dor ou desconforto nas pernas, devia repousar por 20 a 30 minutos.

Como são os tratamentos de hoje?

Hoje as pessoas estão em busca de tratamentos menos invasivos com resultados rápidos e precisos. Assim a maioria das intervenções são feitas sem cirurgia, o que permite uma recuperação mais rápida sem necessidade de repouso ou afastamento do trabalho.

Conheça alguns dos novos procedimentos: Laser endovenoso, laser para face, escleroterapia, aplicações com espuma e microcirurgia.

Se está pensando em passar por algum procedimento, consulte com um profissional que tenha o conhecimento das diversas técnicas existentes para o tratamento das varizes, para que possa indicar a técnica mais adequada para sua situação.

QUER FICAR SEMPRE INFORMADO ?
CADASTRE-SE
Traçar rota