Como funciona o mapeamento venoso com Cartografia Vascular?

Em resumo, o mapeamento venoso se trata de uma investigação da doença venosa, que aliada a tecnologia da cartografia vascular, torna a técnica ainda mais segura e eficaz.

As dúvidas são frequentes e recorrentes, por isso, preparei este artigo para te ajudar a entender um pouco mais sobre esse procedimento moderno e promissor, etapa por etapa.

Vamos lá?

O que é Cartografia Vascular?

A Cartografia Vascular é um sistema online que registra laudos ultrassonográficos vasculares com rapidez e praticidade, com armazenamento na nuvem

Um método moderno,  que garante ao profissional a liberdade de acesso aos laudos no ambiente onde estiver, como hospital, consultório e qualquer outro lugar com conexão à internet.

A Cartografia dividi-se em duas categorias: a arterial e a venosa.

Cartografia ultrassonográfica arterial

Possibilita a montagem de laudos da região da aorta abdominal e ilíacas, artérias do aparelho digestivo e extremidades, carótidas e vertebrais, membros superiores e inferiores.

Além disso, registra alterações como placas de ateroma, aneurismas, fístulas arteriovenosa, kinking, etc.

Cartografia ultrassonográfica venosa

Permite a montagem de laudos completos dos membros inferiores para mapeamento com marcação esquemática da presença de refluxo superficial e/ou profundo, presença de varizes, alterações tróficas como dermatite ocre e úlceras no terço distal da perna.

O mapeamento venoso com Eco Doppler colorido

O Eco Doppler colorido é o método de escolha “Padrão Ouro” para o estudo da anatomia e fisiologia das veias, por conta de sua acurácia, reprodutibilidade e natureza não invasiva. 

Em suma, sem prejuízos ou riscos aos pacientes, esse exame pode ser repetido quantas vezes for necessário.

Contudo, uma vez que é sensível, específico e fornecedor de dados anatomofuncionais, o Eco Doppler colorido facilita a definição do melhor tratamento.

Além disso,devido às informações valiosas oferecidas, ele guia para a melhor técnica a ser utilizada,

Pode se utilizar o mapeamento para diversas situações:

  1. Indicação e programação do endolaser através da medição da distância da epigástrica da junção safenofemoral;
  2. A quantidade de tributárias que serão retiradas com flebectomia e ou safenectomia convencional, inclusive suas perfurantes, permite a indicação e programação do tratamento cirúrgico convencional;
  3. Programação do tratamento escleroterápico com CLACS e ou espuma densa, de acordo com calibre e quantidade de tributárias varicosas;
  4. Indicação de drenagem das fleboescleroses após o tratamento com espuma densa;
  5. Acompanhamento de possíveis recanalizações da esclerose de tributárias em pacientes tratados com espuma e ou laser.

Por fim, o mapeamento nesses moldes é tão importante ou mais que o registro fotográfico antes de qualquer procedimento de varizes nos membros inferiores.

Em síntese, é um registro funcional e quantitativo das varizes, que muitas vezes não são visíveis por fotos ou dispositivos de realidade virtual.

Dúvidas sanadas? Espero que tenha gostado desse conteúdo!

Você também pode ler sobre: Procedimento para secar veias e vasinhos sem dor, conheça a técnica 2 em 1 conhecida como ChaRov

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

LEIA MAIS PUBLICAÇÕES

AGENDA

MARQUE UMA CONSULTA

Teremos a maior satisfação em te receber aqui e ajudar a mudar sua vida pra melhor!

Com segurança, profissionalismo e muita dedicação.



    (62) 3998 1100

    Possui alguma dúvida? Ligue!

    charles.vascular@gmail.com

    Entre em contato pelo e-mail.

    Seg a sexta - 08 às 18h.

    Aos domingo estamos fechados!

    Edifício Nasa Business Style - Av. 136,761 - B45 - St. Sul, Goiânia - GO, 74093-250. CNPJ: 03.839.536/0001-93

    Seg a sexta - 08 às 18h.

    charles.vascular@gmail.com

    (62) 3998 1100

    Redes sociais