Viagens de avião de longa duração podem causar Trombose Venosa?

Um dos meios de locomoção mais utilizados no mundo é o transporte aéreo, conduzindo bilhões de pessoas todos os anos. De acordo com a Agência Nacional de Aviação, no ano de 2019, o Brasil registrou o maior número de passageiros transportados pela aviação civil da história, totalizando cerca de 119 milhões de pessoas transportadas em voos domésticos e internacionais. O estudo mostra ainda que os voos internacionais mais longos saindo do Brasil tiveram duração média de 12 horas, sendo esse tempo considerado um fator de risco para o aumento de doenças e problemas vasculares, como a trombose venosa, doenças essas que estão associadas à viagens de avião. 

Viagens de Longa Duração e o risco de Trombose Venosa

A ocorrência de edemas é um aspecto importante em voos de longa duração, pois afeta tanto passageiros saudáveis quanto pacientes que apresentam varizes e outros problemas cardiovasculares. Estudos apontam que quase todos (cerca de 97%) os passageiros apresentam edemas após viagens de mais de 7 horas de duração. 

Para as pessoas com varizes, o risco de Trombose Venosa se dá pela ausência de movimentos durante o voo, devido à permanência prolongada em assentos – esse risco também se apresenta em viagens de carro e ônibus. Isso acontece, pois indivíduos com varizes já apresentam um fluxo sanguíneo nas pernas mais lento, e a alta pressão do voo faz com que isso se agrave, além de apresentar dores e peso nos membros inferiores do corpo.

Medidas Profiláticas para diminuir o risco de Trombose Venosa

Para diminuir os riscos de Trombose Venosa durante voos de longa duração, é necessário que o passageiro adote algumas medidas de prevenção. Entre elas estão:

  • Movimentar-se durante o voo

Andar pelos corredores dos aviões é uma boa maneira de evitar a formação de edemas durante o voo. É importante que pelo menos a cada hora, o passageiro levante de seu assento e dê uma volta. 

É fundamental ainda, que mesmo estando em seu assento, o indivíduo mantenha a movimentação. Trocar as posições das pernas e exercitar as panturrilhas, contribuindo assim, com a melhora da circulação sanguínea.

  • Atenção ao escolher as roupas que serão usadas durante o voo

Dê prioridade para peças mais confortáveis e preferencialmente soltas, pois peças muito justas podem prender a circulação.  Ademais, utilize meias de compressão graduada.

É importante frisar que essas meias de compressão devem ser compradas em estabelecimentos especializados, que serão capazes de medir a circunferência do tornozelo e panturrilha. 

  • Manter-se hidratado

Manter o corpo abastecido de água durante o voo é necessário, pois melhora o fluxo de sangue no corpo. Não se hidratar durante uma viagem de longa duração faz com que o sangue fique mais viscoso, o que facilita a formação de trombos. 

Existe ainda a profilaxia farmacológica, que consiste no uso de medicamentos para evitar edemas e coágulos sanguíneos, mas frisamos a importância de consultar um médico antes de fazer uso de qualquer medicamento, caso apresente problemas vasculares e queira fazer uma viagem de longa duração, antes de fazer uso de qualquer remédio.

Uma avaliação individual, pesando os riscos e benefícios das medidas aqui citadas, é a melhor forma de se prevenir durante sua viagem. Na Clínica Charles Esteves temos todo o aparato para analisar sua situação, realizando consultas, exames e tratamentos. 

Clique aqui e agende sua avaliação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

LEIA MAIS PUBLICAÇÕES

AGENDA

MARQUE UMA CONSULTA

Teremos a maior satisfação em te receber aqui e ajudar a mudar sua vida pra melhor!

Com segurança, profissionalismo e muita dedicação.



    (62) 3998 1100

    Possui alguma dúvida? Ligue!

    charles.vascular@gmail.com

    Entre em contato pelo e-mail.

    Seg a sexta - 08 às 18h.

    Aos domingo estamos fechados!

    Edifício Nasa Business Style - Av. 136,761 - B45 - St. Sul, Goiânia - GO, 74093-250. CNPJ: 03.839.536/0001-93

    Seg a sexta - 08 às 18h.

    charles.vascular@gmail.com

    (62) 3998 1100

    Redes sociais